Fruto da década de 60, produto havaiano originado de Wakiki, o Stand Up Paddle (ou SUP) é um esporte de prática em água doce ou do mar. A pessoa basicamente fica em pé nele, uma prancha, e se movimenta utilizando remos.

Tão prático quanto parece, é uma atividade simples e estimulante, porém com dois caminhos bifurcados: Stand Up Paddle inflável e Stand Up Paddle rígida. Dois estilos diferentes para usos diferentes.

Muitas pessoas acabam ficando indecisas justamente nisso, sem saber qual melhor se encaixa ao seu gosto. Porém nesse artigo você conhecerá mais sobre e saberá qual será de sua escolha.

 

Stand Up Paddle Inflável X Rígida

Não que seja um pior do que o outro, mas um de situação diferente do outro. Saber qual o melhor para você depende muito do que você pretende fazer e quais objetivos tende a alcançar.

E a forma mais simples de escolha se resume a 6 perguntas:

  1. Que tipo de praticante de SUP você é?
  2. Planeja o transporte de sua SUP como?
  3. Planeja armazenar seu SUP em qual local?
  4. Você está disposto a pagar quanto?
  5. Quanto ao cuidado com seu equipamento, você costuma cuidar bem?
  6. Quer usar sua prancha para qual objetivo?

 

Essas perguntas são formuladas tendo em mente o estilo que você busca ter, qual cuidado terá, quanto pagará e quais seus objetivos. É uma forma mais simples para escolha de um Stand Up Paddle.

Para ser um remador de alta performance em competições de nível, corridas de distância e batalha, é muito difícil

achar prancha para todas. E por isso não é raro ver competidores profissionais com várias.

Você pode ver SUPs infláveis competindo com outras, mais rígidas e responsivas, mas sofrem desvantagem no swell e fora da praia entortam um pouco.

E pelo fato de entortar, haverá uma pequena queda de velocidade, e isso numa competição séria pode levar a pensar melhor ao escolher uma inflável.

No entanto, em águas de lagos e represas, não há razão para não escolher por ela.

De qualquer forma, nada impede de se ter as duas. O praticante pode ter uma SUP rígida para o surf e uma inflável para cruzar um rio em água calma. Ou até mesmo para alguma corrida individual sua, deixando a inflável para junto da família.

A melhor opção acaba por ser a de ter mais opções.

 

5 dicas para escolher sua SUP

  1. Para cada objetivo existe uma prancha mais adequada, por isso defina-o.
  2. Converse com um profissional e conheça os tipos de materiais disponíveis, qual é mais adequado para sua situação.
  3. De forma a definir a flutuabilidade, preste atenção no volume da prancha.
  4. Muitas vezes o barato sai caro, e por isso você deve verificar o custo-benefício. Procurar direto na fábrica ou shaper pode ser de maior vantagem.
  5. Tenha um bom cuidado na escolha de acessórios, pois sua experiência varia muito com elementos externos ao Stand Up Paddle.

 

Quais os benefícios que ele traz?

Eis uma prática que traz várias vantagens ao praticante. O mais fácil de apontar é certamente o equilíbrio, pois é o mais visível. Afinal, para um iniciante é difícil ficar estável em cima da prancha sem uma boa capacidade de equilíbrio.

E a prática, com o tempo, o auxilia a melhorar nisso.

Além disso, desenvolve todos os músculos, sendo excelente exercício fitness. Vários músculos são trabalhados nessa prática, como os músculos ativados para manter o equilíbrio ou até mesmo aqueles para remar.

Junto disso, alivia dores articulares, reduzindo a pressão sobre as articulações e aliviando dores em locais problemáticos, como as costas, tornozelos e joelhos.

E finalmente, o Stand Up Paddle melhora saúde mental, afinal, qualquer exercício ajuda o corpo a liberar mais endorfina, que aumentam a sensação de relaxamento. Fora a calma que traz estar rodeado de água, de forma segura.

 

Siga nossas redes sociais:

    

____________________________________________________________________

 

Veja também: