O bodyboard é um esporte para quem gosta de praia, ondas e sol. A modalidade existe há apenas trinta anos, mas tem ganhado força no Brasil. Se você quer começar a praticar essa modalidade, esse artigo irá te ajudar em como escolher prancha de bodyboard.

A principal diferença entre o bodyboard e o surf é que o primeiro exige mais agilidade mental, já que os movimentos precisam ser bem mais rápidos do que no surf. O esporte é considerado como radical, e tem um grau de dificuldade alto.

Entre os praticantes de bodyboard, Tom Morey é um dos nomes mais conhecidos e estudados, já que foi ele que criou a modalidade, no Havaí.

No Brasil, o bodyboard chegou por volta de 1978. Entretanto, a primeira competição aconteceu apenas dez anos depois, sendo dividida em três etapas que aconteceram nas praias de Florianopolis e Guarujá.

Agora que você já conhece um pouco sobre a história da modalidade radical, vamos as dicas para que você se torne um bodyboarder.

Como escolher a prancha de bodyboard

Apresentaremos algumas dicas para você comprar a prancha de bodyboard ideal. Caso tenha alguma dúvida, você pode encontrar uma loja especializada no assunto e conversar com um vendedor.

Agora, se você for comprar a sua prancha pela internet, pesquise referências e converse com praticantes do esporte.

#1 Tamanho da prancha

Antes de comprar uma prancha de bodyboard só porque você achou ela em um bom preço ou bonita, é preciso levar em consideração o tamanho. Esse é o critério número um de como escolher prancha de bodyboard.

Ao procurar uma prancha, você perceberá que todas são medidas em polegadas. Tenha em mente que uma polegada corresponde a 2,54 centímetros.

Para medir, você deverá colocar a prancha em pé, em frente a sua barriga. O correto é que a bodyboard fique uma polegada para cima ou para baixo do seu umbigo.

Mas como saber se você deve pegar uma prancha com uma polegada acima ou abaixo do umbigo? Se você irá surfar ondas pequenas, escolha a prancha que tem uma polegada maior, já que ela vai te ajudar a ter mais velocidade.

Agora, se você irá surfar ondas grandes, escolha a prancha com uma polegada menor, já que ela vai fazer com que você tenha maior capacidade em realizar manobras.

Já na largura, você deverá colocar a prancha embaixo do braço. Se você conseguir segurar e andar sem nenhuma dificuldade, essa será a largura ideal para começar.

Você também poderá pesquisar a tabela de pranchas recomendadas. Por exemplo, se você tem 1,77 de altura, e pega 82 kg, o tamanho indicado de bodyboard é a 41.5” polegadas. Essa tabela pode ser consultada pela internet.

#2 Borda

Agora que você já definiu qual será o tamanho, é hora de definir a borda. Essa dica fará toda a diferença em como escolher prancha de bodyboard, afinal, será esse detalhe que irá estabelecer se você fará mais manobras ou terá mais velocidade.

O rail nada mais é do que a borda onde você irá agarrar na prancha. São as partes laterais, e geralmente têm cores diferentes da prancha. Alguns atletas não consideram muito esse detalhe, por acharem que não faz muita diferença.

No mercado, existem duas opções bem conhecidas: a borda 60/40, que tem mais borda na parte de cima e ajuda a prancha flutuar com mais facilidade. É o modelo de prancha mais popular.

Já a borda 50/50 é para quem deseja ter maior capacidade de manobra. Esse modelo é mais utilizado por atletas, mas nada te impede de ter um modelo assim. A borda desse modelo forma uma espécie de quina, garantindo mais firmeza e facilitando mudanças rápidas de movimento.

Entretanto, não se prenda à apenas um modelo. Às vezes você tem maior facilidade com uma determinada boda. Se for possível, teste os dois modelos e compare a os prós e contras de cada um.

#3 Devo levar em consideração o material em como escolher prancha de bodyboard?

A resposta para essa pergunta é sim! O material influenciará na durabilidade da sua prancha, qualidade de movimentação, facilidade ao surfar e rapidez.

No mercado existem diversas marcas, o que pode dificultar em como escolher prancha de bodyboard. Os materiais mais comuns são o polietileno (PE), polipropileno (PP) e o polipropileno de baixa densidade (NRG).

O Polietileno é mais flexível, porém é o mais pesado entre os materiais citados. Já o polipropileno é mais rígido, porém mais leve. Isso não significa que o segundo seja melhor que o primeiro, já que tudo depende do que você irá fazer com a sua prancha de bodyboard.

Tenha em mente que a temperatura da água também irá interferir na rigidez da espuma. Águas mais frias tendem a deixar o bodyboard mais rígida, enquanto a água quente deixa mais flexível.  Como escolher prancha de bodyboard também inclui avaliar como são as ondas e a temperatura da praia que você irá frequentar.

Por exemplo, em uma praia onde as ondas são mais lisas e frequente, a bodyboard de polipropileno é mais indicada. Já em uma praia onde as ondas são menores e menos frequentes, dê preferência ao polietileno. Já o NRG é um material que fica entre o PE e o PP.

#4 Rabetas de bodyboard

Se você for iniciante e está procurando como escolher prancha de bodyboard, provavelmente não sabe o que é uma rabeta. A rabeta nada mais é do que a parte inferior da prancha de bodyboard, que tem um corte diferenciado.

Em lojas de bodyboard, você encontrará cerca de sete modelos diferentes de rabeta. É claro que cada uma tem sua finalidade. Peça dicas de como escolher prancha de bodyboard para algum atleta de área, pois ele saberá qual rabeta será mais indicada para você.

A mais conhecida é a battail, que possui um contorno arredondado, lembrando uma asa de morcego. Esse contorno garante que sua prancha tenha uma aderência maior na onda, e é um dos modelos mais usados no mundo.

Mesmo parecendo difícil, essas dicas irão te ajudar em como escolher prancha de bodyboard. Caso tenha outras dúvidas, fale com quem entende do assunto na lojaoutside.com.br você encontrará diversos modelos de pranchas e nadadeiras e uma equipe preparada para ajudá-lo a escolher o modelo e o tamanho ideal.

 

Siga nossas redes sociais: